segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Diante do tribunal.


Voçê tem tempo pra ver televisão,mas não sobra tempo pra visitar o seu irmão.voçê tem tempo pra fofocar ,falta tempo pra voçê rezar.Voçê tem tempo pra ir a práia,brincar na areia,ouvir o canto da sereia,tempo pra andar a pé e não acredita em DEUS ,não tem fé.Voçê tem tempo pra reclamar de tudo,só fala de sofrimento,mas esqueçe de mim,do meu padeçimento.Voçê se arruma e sai no seu carrão,mais esqueçe que sou eu que estou na direção.voçê adoeçe e vai para a cama ,aí voçê me chama.Voçê tem tempo para que? Voçê se lembra que eu existo e que meu nome é Jesus cristo?Voçê diz que me ama e anda com meu nome numa camisa bordada,mas voçê prega minha palvra sagrada?Voçê só vai ter tempo pra mim no final,quando estiver diante do tribunal,então eu direi: Acabou o tempo,voçê não cumpriu a minha lei.

26 comentários:

  1. Nossa Maria,

    dá medo, não?! Deveríamos chegar até Deus espontaneamente, com um coração cheio de gratidão, mas muitas vezes não é isso que acontece, muitas vezes é a dor que nos faz correr para ELe..

    Abraços amiga!

    ResponderExcluir
  2. Texto verdadeiro...

    "Há tempo para todas as coisas debaixo do céu"

    Então... cabe a nós encontrarmos tempo para Deus!

    Beijo,

    ótima semana!

    ResponderExcluir
  3. Texto recheado de sentimento gostei.

    Comigo esta tudo bem, obrigado pelo carinho

    :)

    ResponderExcluir
  4. Olá, amiga! Lindo desafio nos deixa com este texto, a meditar profundamente, memso pelos que não acreditam: sem medo mas com amor que, esse, sim, tem tempo!
    Beijinho e bom fim-de-semana

    ResponderExcluir
  5. Oh, Estimada e Linda Amiga:
    Uma lição de vida fantástica que nos dá com o seu talento genial.
    "....Voçê tem tempo para que? Voçê se lembra que eu existo e que meu nome é Jesus cristo?Voçê diz que me ama e anda com meu nome numa camisa bordada,mas voçê prega minha palvra sagrada?Voçê só vai ter tempo pra mim no final,quando estiver diante do tribunal,então eu direi: Acabou o tempo,voçê não cumpriu a minha lei..."

    Nunca ficarei desatento ao seu encanto porque encanta.
    Parabéns pelo extraordinário Post.
    Bem-Haja, pela ternura expressa no meu blogue que adorei.
    Abraço amigo de respeito imenso.
    Sempre a estimá-la e a respeitá-la pelo que é e pelo que concebe de deslumbrar e maravilhar. Só seus.

    pena

    Excelente!
    Profundo que dá para pensar.
    Fabulosa. Adorei.

    ResponderExcluir
  6. Estimada Amiga:
    É linda, sabia?
    Bem-Haja pela sua amizade. É uma honra enorme.
    Abraço amigo de respeito.
    Desejo-lhe um excelente fim-de-semana em família.
    Deu-nos um lição de vida exemplar.
    Abraço amigo e sempre a admirá-la

    pena

    Notável.
    É perfeita. Adorei.

    ResponderExcluir
  7. Doce Amiga:
    MUITO OBRIGADO pelo seu encanto e ternura amigas.
    Abraço amigo de respeito pela pessoa linda que é.
    Grato.
    Sempre a admirá-la

    pena

    É uma honra, a sua amizade. É recíproca, acredite?
    Bem-Haja!

    ResponderExcluir
  8. Vejo que muitas pessoas falam em Deus todo o santo dia, mas nunca fazem aquilo que falam.
    Muito legal o blog, parabéns!
    Beijos! :*

    ResponderExcluir
  9. Também lhe desejo uma boa noite de domingo e uma boa manhã de segunda-feira.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  10. Adorei o post.Avassalador, belissimo. Fenomenal e parabéns pra vc.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Saudades de vc também!

    Como estás?
    Beijos,

    ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  12. Gostei imenso.
    Beijos querida... e um bom sábado para você.

    ResponderExcluir
  13. Fabulosa e Admirável Amiga:
    Tudo o que escreve fascina e encanta.
    Escreve com ternura impondo de forma constante o seu enternecedor talento mágico.
    Excelente Domingo em família.
    Adorei.
    Abraço amigo à sua pureza e beleza.
    Sempre a respeitá-la e a admirá-la

    pena

    É de deslumbre.
    Bem-Haja, excelente amiga.

    ResponderExcluir
  14. Olá Amiga Querida!

    Quanta saudade de vc! Venho agradeçer suas visitas... sempre tão carinhosas!

    Lindo texto! Grandes verdades! Parabéns pela escrita!

    Tenha uma linda semana!
    Deixo meu beijo doce e com carinho
    Sil
    Sempre aqui

    ResponderExcluir
  15. Que texto magnifico Maria!
    adoro suas palavras, obrigado pelo carinho no meu blog. E respondendo a sua pergunta, estou bem sim e você? agradeço suas visitas, elas possuem estimado valor para mim. Beijos.

    Dan

    ResponderExcluir
  16. Eu adoro estes seus textos impressinistas
    que possuem força de verdade em tudo o que dizem.
    abraços

    Dan

    ResponderExcluir
  17. Estimada Amiga:
    Desejo-lhe um excelente fim-de-semana de sonho com a sua família.
    Bem-Haja, pela ternura expressa no meu blogue.
    MUITO OBRIGADO.
    Abraço amigo de respeito e elevada estima.
    Sempre a admirá-la

    pena

    ResponderExcluir
  18. Muito obrigado, os meus votos também são de um optimo natal e de um prospero ano novo ;)

    ResponderExcluir
  19. Minha querida,pensar e repensar,colocar em prática atitudes que modifiquem nosso cotidiano principalmente aos que vivem junto de nós,aí já estamos dando um bom passo para melhorar mundo que vivemos.Obrigada por partilhar esse belo texto.Feliz tarde e uma semana radiante.beijoss

    ResponderExcluir
  20. Vc esta sumida!

    Ta fazendo uma falta enorme viu?

    Beijos...

    Saudades

    ResponderExcluir
  21. Obrigada por suas visitas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Vamos celebrar estas últimas horas natalinas... BATE O SINO!!!

    DEIXO AQUI:

    "Alguém observou que cada vez mais o ano se compõe de 10 meses; imperfeitamente embora, o resto é Natal. É possível que, com o tempo, essa divisão se inverta: 10 meses de Natal e 2 meses de ano vulgarmente dito. E não parece absurdo imaginar que, pelo desenvolvimento da linha, e pela melhoria do homem, o ano inteiro se converta em Natal, abolindo-se a era civil, com suas obrigações enfadonhas ou malignas. Será bom.

    Então nos amaremos e nos desejaremos felicidades ininterruptamente, de manhã à noite, de uma rua a outra, de continente a continente, de cortina de ferro à cortina de nylon — sem cortinas. Governo e oposição, neutros, super e subdesenvolvidos, marcianos, bichos, plantas entrarão em regime de fraternidade. Os objetos se impregnarão de espírito natalino, e veremos o desenho animado, reino da crueldade, transposto para o reino do amor: a máquina de lavar roupa abraçada ao flamboyant, núpcias da flauta e do ovo, a betoneira com o sagüi ou com o vestido de baile. E o supra-realismo, justificado espiritualmente, será uma chave para o mundo.

    Completado o ciclo histórico, os bens serão repartidos por si mesmos entre nossos irmãos, isto é, com todos os viventes e elementos da terra, água, ar e alma. Não haverá mais cartas de cobrança, de descompostura nem de suicídio. O correio só transportará correspondência gentil, de preferência postais de Chagall, em que noivos e burrinhos circulam na atmosfera, pastando flores; toda pintura, inclusive o borrão, estará a serviço do entendimento afetuoso. A crítica de arte se dissolverá jovialmente, a menos que prefira tomar a forma de um sininho cristalino, a badalar sem erudição nem pretensão, celebrando o Advento.

    A poesia escrita se identificará com o perfume das moitas antes do amanhecer, despojando-se do uso do som. Para que livros? perguntará um anjo e, sorrindo, mostrará a terra impressa com as tintas do sol e das galáxias, aberta à maneira de um livro.

    A música permanecerá a mesma, tal qual Palestrina e Mozart a deixaram; equívocos e divertimentos musicais serão arquivados, sem humilhação para ninguém.

    Com economia para os povos desaparecerão suavemente classes armadas e semi-armadas, repartições arrecadadoras, polícia e fiscais de toda espécie. Uma palavra será descoberta no dicionário: paz.

    O trabalho deixará de ser imposição para constituir o sentido natural da vida, sob a jurisdição desses incansáveis trabalhadores, que são os lírios do campo. Salário de cada um: a alegria que tiver merecido. Nem juntas de conciliação nem tribunais de justiça, pois tudo estará conciliado na ordem do amor.

    Todo mundo se rirá do dinheiro e das arcas que o guardavam, e que passarão a depósito de doces, para visitas. Haverá dois jardins para cada habitante, um exterior, outro interior, comunicando-se por um atalho invisível.

    A morte não será procurada nem esquivada, e o homem compreenderá a existência da noite, como já compreendera a da manhã.

    O mundo será administrado exclusivamente pelas crianças, e elas farão o que bem entenderem das restantes instituições caducas, a Universidade inclusive.

    E será Natal para sempre.

    Ah! Seria ótimo se os sonhos do poeta se transformassem em realidade."

    (Carlos Drummond de Andrade)

    ResponderExcluir
  23. ESSE TEXTO NOS LEVA A REFLETIR NO Q ESTAMOS OU Ñ FAZENDO, E PENSAR EM UM SEGUNDO PLANO, O PLANO ESPRITUAL.
    BOM DIA QUERIDA.

    ResponderExcluir